segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

WEBB



O telescópio espacial Hubble tem realizado relevantes proezas, particularmente ao nível da grande nitidez com que nos mostra objectos muito distantes. Os telescópios terrestres não têm essa possibilidade, em virtude de captarem a luz desses corpos depois de atravessar a atmosfera (e por vezes poeiras).
Mas o Hublle será substituído por outro, com maiores capacidades, em 2014: o Webb. Será ele a procurar revelar-nos o que se passou no Universo, nos primeiros 500 milhões de anos, e a maneira como se formaram as primeiras estrelas e galáxias.
É que foi fotografada, na banda dos infravermelhos, a primeira galáxia que se conhece, formada por essa altura: 480 milhões de anos, depois do Big Bang, ou seja há pouco menos de 13.700 milhões de anos, quando se pensa que se iniciou o Universo que conhecemos.