DILEMA

https://youtu.be/K_sAgzRbMu4

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

COMETA 17/P HOLMES



Foi há mais de cem anos que este cometa foi descoberto, em 1892, pelo astrónomo inglês que lhe deu o nome. Curiosamente a sua órbita situa-se entre os planetas Júpiter e Marte, encontrando-se por estes dias a mais duzentos e vinte milhões de quilómetros da Terra. É um cometa periódico, com um período de quase 7 anos. Quando, desta vez, foi avistado, tinha uma magnitude de 17. Isto é: completamente impossível de ser visto, a não ser por meios ópticos de grande alcance. No entanto, e sem que e saiba bem porquê, passou rapidamente a ostentar um brilho que permite ser observado à vista desarmada, próximo da magnitude 3, nas imediações da constelação Perseu. Neste momento, o seu brilho diminui, embora se esteja a aproximar-se de nós.

crédito Paulo Barros

Postar um comentário