DILEMA

https://youtu.be/K_sAgzRbMu4

quinta-feira, 19 de junho de 2008

.
O SOLSTÍCIO DE VERÃO
.
Vista Geral de Tambores do Vale
.

Solstícios são os momentos em que o Sol atinge o seu maior afastamento em relação ao equador terrestre e acontecem duas vezes por ano: em Dezembro e em Junho, iniciando o Inverno ou o Verão. Não acontecem sempre nas mesmas datas, devido aos anos bissextos terem mais um dia.

Neste ano de 2008, o início do Verão é às 23horas e 57 minutos do dia 20 de Junho.

No nosso hemisfério, no dia do Solstício de Verão, a duração do dia atinge o seu máximo, enquanto que a noite é a mais pequena. No hemisfério sul, as situações invertem-se.

Este fenómeno é responsável pela existência (virtual) dos trópicos. No hemisfério norte, o Sol encontra-se a pino, sobre a linha que define o trópico de Câncer.

A data é festejada desde a Antiguidade, um pouco por todo o lado.
Já os Romanos a festejavam, em honra da deusa Vesta (a personificação do fogo sagrado) e, posteriormente, quando Roma se cristianizou, passou a culto a S. João Baptista. João Baptista, para os Cristãos é o testemunho da Luz, o Baptismo, ou seja, a Renovação.
Em Portugal, como já vai sendo hábito, haverá celebrações em em Foz Côa, onde se encontra um antiquíssimo altar, em pedra, na zona castreja de Chãs, provavelmente da mesma origem das célebres gravuras de Foz Côa. Essa Pedra do Solstício tem uma forma arredondada e o culto (julga-se, muitíssimo antigo) consubstancia-se pela maneira como os raios solares parecem tocar a pedra, no momento do Solstício.
Um dos pontos alto dos festejos, é no dia 21, com a participação da Associação Cultural Pagã e os Grupos de Gaiteiras (Las Trailarailas) e Pauliteiros de Duas Igrejas, Miranda do Douro, após o que haverá um arraial popular.

Mas também em vários outros pontos do país o solstício de Verão vai ser assinalado. Especial referência para a recriação da experiência do grego Eratóstenes - que permitiu determinar o perímetro da Terra. Essa recriação está a cargo dos centros Ciência Viva de Estremoz e de Constância, entre as 10 e as 15 horas de Sábado.

Eratóstenes, um geógrafo e matemático que viveu há mais de 2000 anos, utilizou as sombras projectadas pelo Sol em dois locais do actual Egipto e simples cálculos geométricos, para determinar as principais medidas da Terra.

13 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
grato pela aula,
em junho e dezembro
faço um auto-ritual,
quando a terra se afasta
da visiilidade do sol,
no momento etéreo
do por - do - sol
,
saudações,
,
*

mariam disse...

de novo, lê-lo é bom, muito bom.

que bom seria, se o Sol deste solstício fosse abrangente, dourasse por igual todas as cabeças onde pousa...

bom fim-de-semana

um sorriso :)

ah! obrigada p`lo seu cuidado, quando receber, aviso.

xistosa - (josé torres) disse...

Só tenho pena duma coisa.
Os meus conhecimentos de astronomia, resumem-se ao que se aprendia, há quase 50 anos, até ao 5º ano.
Depois, cada um seguia a sua galáxia.
Sempre fui um apóstolo dos solstícios e equinócios.
Por isso até escrevi uns poemas, quando era mais inteligente.
Vou publicar um, mas no começo do inverno ...

Um grande abraço e um fim de semana à beira mar a descançar!!!

xistosa - (josé torres) disse...

É que o solstício lembra-me o caminhar para o ocaso ...
Apesar de ser o pino vegetativo, (mas das plantas)
Pelo contrário, o equinócio é a saída das sombras para a claridade.
( o começo do pino vegetativo do ser humano)
Há bom e mau nos dois ...
Eu escolho assim ...
Um grande fim de semana.

Aninha disse...

Domingo
RJ- Dia chuvoso e triste


Bom saber um pouco mais de astronomia,geografia e sua história....
Aqui,creio que estamos nos solstício de inverno!!
Obrigada pela visita.Volte sempre!

Sucesso

busillis disse...

O meu amigo é um verdadeiro "cientista" e "letrado" nestas coisas.
Gostei de ler!
Abraço

Anjo De Cor disse...

excelente explicação ;)e viva o verão ;)
Beijinhos e até breve
SS

Å®t Øf £övë disse...

Vieira,
Pois é que o Verão está aí, já eu sabia. Agora como este dia é históricamente encarado fiquei só hoje a saber, através desta visita que te fiz.
Abraço.

Ema Pires disse...

Um artigo muito interessante, como todos os que se publicam aqui.
Esta festa do solsticio é muito arcaica e celebrada por todo o planetas faz miles de anos. A Ingreja católica simplesmente apropriou-se dela em seu benefício, como fez com muitas outras festas pagãs muito antigas.
Gostei muito do post. Eu também falo do solsticio no meu blogue, enfocado pela outra parte desta festa: as bruxas e a Igreja católica.
Um abraço.

Cherry disse...

Obrigada pela excelente lição.

Ventura disse...

Boa Noite, vim para mais uma Aula e já vou mais exclarecido, obrigado...!

Abraço

Carlos Rebola disse...

Pôr, a astronomia, ao alcance de todos é o que faz o amigo Vieira Calado, sempre simplificando e tornando-a acessível, para simples compreensão dos que achavam estas coisas muito complicadas e só acessíveis à inteligência e compreensão dos especialistas e eruditos.
Este post, fez-me reflectir sobre como a igreja católica, a partir da conversão de Constantino, para recrutar fiéis substituiu os deuses gregos e romanos pelos santos padroeiros nas mesmas áreas sociais da intervenção e protecção daquelas divindades.
Um abraço
Carlos Rebola

[A] disse...

e eu que sou de tão perto de Chãs (Meda) desconhecia a realização deste ritual...aliás julgo que naquela zona não lhe devem dar grande importância, infelizmente.