DILEMA

https://youtu.be/K_sAgzRbMu4

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Cometas

O COMETA HALLEY (6)
.

Já depois de Kepler ter publicado as suas famosas leis e Isaac Newton ter elaborado a célebre obra ″Phiolophie Naturalis Principia Mathematica″, Edmond Halley, no século XVII, calculou a órbita dum cometa que nessa altura se encontrava no céu e deduziu que ele regressaria uns 76 anos depois.
Contrariava, de certo modo, o que previra Newton, ao inclinar-se para órbitas hiperbólicas dos cometas, em detrimento das também possíveis elípticas ou parabólicas. No entanto, o cometa voltou, tal como fora previsto! A sua órbita é elíptica, como o astrónomo calculara.
O cometa passou a chamar-se Halley e, sabe-se hoje, há um registo do mesmo cometa observado, em 66 a. C., no Ocidente. Mas o chineses tê-lo-ão visto nas passagens de 240 a. C e 164 a. C.

Por esse tempo já os astrónomos sacerdotes chineses realizavam muitas observações, não só de cometas como a todo o céu. No livro do príncipe Huai Nan há um registo da passagem dum cometa, datando de 1054 a.C.
O Halley é, seguramente, o cometa mais importante de toda a História. Não propriamente pelas suas dimensões e as suas regulares (por vezes espectaculares aparições), mas porque, através dele, se começou a perceber a verdadeira natureza dos cometas e o carácter peculiar destes objectos do Sistema Solar.
É bom lembrar que Aristóteles (384-
322 a.C.) considerava que os cometas tinham origem terrestre e se movimentavam entre a Terra e a Lua, na atmosfera. Segundo ele, esses fenómenos eram nefastos e responsáveis por epidemias e cataclismos, na Terra. O célebre filósofo retomava uma teoria mais antiga atribuída a Xenófanes de Colofão (560-478 a.C), que sustentava que os cometas eram formados pelo fogo produzido por exalações invisíveis com origem na Terra, nomeadamente os gases que saem dos vulcões, durante as erupções.
No entanto, para Pitágoras os cometas eram astros errantes. Outros eminentes gregos, como Demócrito, Anaxágoras e Artemidoro de Parium, produziram outros juízos, mais ou menos imaginativos, mas longe daquilo que hoje se sabe.
Interessante foi a teoria que Séneca (4 a.C. - 65 d.C.) elaborou no livro 7, de Quaestiones Naturalis, certamente depois de cuidadas observações. Para ele os cometas deveriam ser constituídos por um corpo sólido, esférico, donde emanasse uma substância volátil que produzisse uma chama. O seu porte seria responsável pela maior ou menor cauda. Também sugeriu a periodicidade dos cometas, considerando que eles deveriam passar perto do Sol, o que é verdade.
Esta teoria não veio a prevalecer. Na Idade Média retomou-se, como se sabe, muito do que, em épocas anteriores, havia de irracional, agoirento ou demoníaco.

*A gravura mostra como os antigos chineses viram determinados cometas.

10 comentários:

mariam disse...

gosto (muito) de por aqui passar... pena não dispor de muito tempo...

estes temas são um pouco "chinês" para mim... por isso me fascinam...

bom feriado
um sorriso :)

Ema Pires disse...

Passei mais uma vez para saber coisas do universo e como sempre nunca fico desilusionada. Obrigada.
Beijinhos

xistosa disse...

Amigo Vieira Calado.

Não foi um vício, mas quase, o que me levou a ler mais sobre astros. Tenho um pequeno livro, até em mau estado, datado de 1926, que herdei, dedicado ao cometa Halley.
Nem sabia que o cometa era assim tão grande, quando foi observado, salvo erro em 1910, que segundo diz o livro, só a cauda media o dobro da distância da Terra ao Sol.
Sei que é mais pontual que os nossos transportes e que voltará em 2061.
Tenho 61 anos e conto conseguir vê-lo, como em 1986.
Nessa data discutiremos qual o tamanho do núcleo ...

António Inglês disse...

Bom dia caro amigo

Desconhecia por completo que em 240 a. C. já se conheciam cometas com tanta facilidade. Sempre pensei que para os observar eram precisos meios muitos próprios para o efeito.
Julgo que serão possíveis de observar à vista desarmada mas não sabia que já havia quem os observasse tão particularmente.
Ignorância do macaco, claro...
Um abraço
António

xistosa disse...

Agora como desestabilizador:

Estive a ver as estrelas cadentes em:

http://angelaladeiro.blogspot.com/

Um óptimo fim de semana.

Ju disse...

muito interessante!!
e o que são os cometas, afinal?
ele volta mesmo em 2061? áaaaaaaaa. quero ver um!!!
beijos

Templo do Giraldo disse...

Ca estamos de novo meu amigo.

Depois de terminada a queima das fitas, e aquelas noites bem passadas, e bem regadas, estamos de regresso ao mundo activo do blogger.

Deparei que continuas aqui com o teu "sitio" bem movimentado como ja nos habituas-te.
Em breve voltarei com mais vagar para saber o que aqui se tem passado.

Um abraço.

Carlos Rebola disse...

Obrigado amigo Vieira Calado
Por nos pôr a olhar o céu com a ciência mas sem nunca perdermos o encanto da fantasia, da lenda do imaginário... que o céu (universo) nos reserva para nosso encantamento…
Um abraço
Carlos Rebola

Paulo Sempre disse...

Espero que nunca seja surpreendido por algo agoirento ou demoníaco que me prive de passar por aqui.
Aqui é um "espaço" de aprendizagem interessante.
Abraço
Paulo

A.Mello-Alter disse...

Talvez o amigo me saiba dizer onde posso comprar livros de von Danniken.
Linkei-o no meu blog e vou voltar sempre que me apeteça um pouco de magia.