quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

O SOLSTÍCIO DE VERÃO, no hemisfério sul

Solstícios são os momentos em que o Sol atinge o seu maior afastamento em relação ao equador terrestre e acontecem duas vezes por ano: em Dezembro e em Junho, iniciando o Inverno ou o Verão. Não acontecem sempre nas mesmas datas, devido aos anos bissextos terem mais um dia.
No nosso hemisfério, no dia do Solstício de Verão, a duração do dia atinge o seu máximo, enquanto que a noite é a mais pequena. No hemisfério sul, as situações invertem-se.
Este fenómeno é responsável pela existência (virtual) dos trópicos. No hemisfério norte, o Sol encontra-se a pino, sobre a linha que define o trópico de Câncer.
.
A data é festejada desde a Antiguidade, um pouco por todo o lado.
Já os Romanos a festejavam, em honra da deusa Vesta (a personificação do fogo sagrado) e, posteriormente, quando Roma se cristianizou, passou a culto a São João Baptista.
O santo, para os Cristãos, é o testemunho da Luz, o Baptismo, ou seja, a Renovação.
Cientificamente, há a dizer que Eratóstenes, o célebre geógrafo e matemático que viveu há mais de 2000 anos, utilizou as sombras projectadas pelo Sol em dois locais do actual Egipto, nessa data, e com simples mas geniais cálculos geométricos, determinou as principais medidas da Terra.
.
Desejo a todos os meus estimados leitores um bom ano de 2013
cheio de alegrias e prosperidade.
Postar um comentário