terça-feira, 15 de abril de 2014

ANTARES




Antares é uma estrela de dimensões colossais, que podemos ver ao meio da constelação do Escorpião. Se estivesse onde está o Sol, em relação nós, estender-se-ia para além da órbita de Marte, até à Cintura de Asteroides, entre este planeta e Júpiter!
Este nome deriva do grego antigo, e o seu significado é o de “que se opõe a Marte” o deus Ares. A razão de ser desta oposição, provém da cor de ambos, a estrela e o planeta. Essa cor é o avermelhado, daí que, ainda hoje, chamemos a Marte o planeta vermelho. A sua luminosidade é também colossal, umas 10 mil vezes maior que o sol. Mas encontra-se a cerca de 550 anos-luz, de nós…
No entanto, a sua massa é apenas umas 17, ou pouco mais vezes, superior ao Sol, tendo, portanto, uma densidade média muito pequena
É uma estrela em vias de transformar-se radicalmente, tal como a recém referida, neste blog - Betelguese. Poderá explodir em supernova, formando depois um buraco-negro ou uma estrela de neutrões. Em termos cósmicos, essa espectacular explosão está para breve – talvez um milhão de anos.
Para terminar esta sucinta apresentação da estrela, diremos apenas que ela esteve, na Antiguidade, no centro de várias e interessantes histórias mitológicas, desde o Egípto à Pérsia.
Postar um comentário