segunda-feira, 3 de maio de 2010

O CICLO SOLAR DOS ONZE ANOS

O Sol # 4

Conhece-se, com algum rigor, o comportamento do Sol, ao longo dos mais recentes anos, no que respeita à actividade interna e consequente produção de energia. O gráfico que apresentamos assim o demonstra, pois refere-se a um período de quase cem anos.
A sua vida é regulada por diversos ciclos, de que são relativamente bem conhecidos, o ciclo solar dos onze anos - também conhecido pelo período do sol quente, que pode ter variações de dez ou mais por cento - e o de vinte e dois, também chamado período magnético do Sol e que se crê ser responsável por determinadas mudanças periódicas que afectam o clima da Terra.
A título de curiosidade, diremos que também há fortes suspeitas de outros ciclos, de períodos de tempo mais alargados.
Na prática, o primeiro, caracteriza-se pelo aumento ou diminuição das manchas solares.
Ao analisar estratos em rochas de Flinders Range (Austrália do Sul) foi possível aos cientistas estabelecer uma relação com o primeiro desses citados ciclos. Esses estratos mostram camadas de detritos que sedimentaram (cascalho, areia, sais de ferro, terra), com um padrão que se repete de onze em onze camadas e uma gradação regular e bem nítida. As rochas em análise são do período Pré-Cambriano, cem milhões de anos antes dos primeiros registos das famosas trilobites! Os depósitos foram-se formando pelo degelo anual dum glaciar que então existia na região e as camadas sedimentares observadas mostram-nos algo do que se terá passado, em termos climatéricos, durante anos sucessivos, nessa época remota.
É fácil de deduzir que, quanto maior o degelo, mais deveriam ter sido os sedimentos acumulados. E que esses degelos foram uma consequência da maior ou menor actividade solar. Assim, concluíram os cientistas, o Sol tem tido um comportamento regular desde há pelo menos seiscentos milhões de anos, no que respeita a este ciclo e é provável que desde então venha consumindo sensivelmente os mesmos 600 milhões de toneladas de hidrogénio por segundo, basicamente transformando-os em hélio e energia.
Agora, o Sol já prepara-se para entrar num novo ciclo.

Postar um comentário